Tempo de leitura: 3 min e 16 seg

A 54ª edição da ModaLisboa abriu portas para receber as criações dos designers portugueses que trouxeram a sua criatividade para a passerelle. O Betrend esteve presente para conhecer as tendências, apresentadas por 6 designers, que vamos querer usar na próxima estação!

Conheça os highlights desta edição:

Carlos Gil 

Carlos Gil regressou à ModaLisboa apresentando uma coleção que vai ao encontro das necessidades reais das suas clientes. O desfile começou com looks sóbrios nos tons pretos e pasteis, onde os botões dourados dos blazers foram o foco principal. E depois surgiram as cores e os padrões, que à primeira vista diríamos que seriam zebra, mas eram as linhas das impressões digitais do designer.

Duarte

Ana Duarte, a designer que assina pelo sobrenome, inspirou-se na natureza, mais concretamente nos Himalaias, para construir a sua coleção. Os casacos foram a peça chave do desfile, que apresentou looks de neve e sportswear. Para desenvolver os estampados da coleção, a designer colaborou com o street artist Edis One, conhecida por desenvolver o seu trabalho em torno de espécies animais em vias de extinção.

Gonçalo Peixoto

“Rebbelion” é o nome da coleção do designer Gonçalo Peixoto, que homenageou as miúdas rebeldes. As peças oversized, as minissaias, as cores néon e o padrão de escamas holográfico foram as suas apostas para a próxima estação. A frase – já icónica da marca Gonçalo Peixoto – “Sometimes I just wanna kiss girls”, voltou a marcar presença tanto nos hooddies, como nas t-shirts.

Luís Carvalho

Luís Carvalho preencheu a passerelle de cor, peças assimétricas, plissadas e sobreposições. Os vestidos de noite, já habituais nas coleções do designer, surgem com novas interpretações de silhuetas, com sobreposições de outras peças.

Ricardo Preto

Ricardo Preto combinou o lado feminino e contemporâneo da mulher. A sobreposição marcou o desfile e marcou a permanência desta tendência para a próxima estação. O desfile terminou com a reinvenção do little black dress e na aposta das lantejoulas.

Valentim Quaresma

Nesta coleção, Valentim Quaresma não se deixou restringir apenas por um conceito. A sua experiência ganhou forma através dos coordenados apresentados. Peças de cabedal, detalhes de metal, vinil e ainda a reutilização de fitas de cassetes, remetem para os filmes, as canções e os livros do universo pessoal do designer.

Artigo publicado a 10.03.2020