Powered by Brodheim

© © Grupo Brodheim. Todos os direitos reservados • Política de Privacidade

Trendy Spot

PPDC - O Masculino Tradicional agora Muito Feminino

27/03/2014

Cada vez há mais e melhores motivos para que se sinta o orgulho nacional no talento cá gerado. A marca de roupa feminina PPDC é mais um óptimo caso para se juntar ao ilustríssimo grupo de talentosos lusos. A nossa juventude não está perdida - e longe disso. Está encontrada.

PPDC é a sigla do nome completo da pessoa que criou a marca, Patrícia Pereira da Costa. Descendente de portugueses e franceses, a sua educação internacional em Portugal levou-a a Londres, onde concluiu o curso universitário na Kingston University. Todo este percurso fez com que sempre estivesse virada para o Mundo. 

Patrícia criou a marca em 2012, mas só agora estreou a primeira colecção para a estação Outono/Inverno de 2014. A inspiração para a colecção não podia ser mais portuguesa - é o Alentejo com as suas cores e texturas. O trabalho desenvolvido pela marca ao longo dos tempos sempre retirou muita influência de contornos e silhuetas masculinas, adpotando-as de uma forma inteligente e criativa às peças femininas. Apostando numa paleta monocromática, fez sempre por a quebrar com apontamentos de cor em que predominam o azul e o terracota. PPDC é clean, contemporânea, única. Tem uma interpretação actual da Mulher dos nossos dias - com algo de visão futurista. 

Para levar a colecção ao mundo e às pessoas, Patrícia trabalha com uma agencia que expõe o seu trabalho num showroom em Londres e em Paris. A partir daí, são feitas as encomendas à marca - a primeira grande encomenda já está a ser preparada, para uma loja na China. Um grande primeiro passo. A estratégia é focar na exportação, embora tudo seja Made In Portugal - mas depois de ver as coisas a correr bem, há o plano de abrir uma loja online. Daí, o sonho é ter uma loja em Paris, e depois (quem sabe, espera-se) o Mundo. 

Fica aqui um nome a ter debaixo de olho para o futuro, mais um a por Portugal no mapa. 

E mais - deixando-nos de coisas demasiado rebuscadas - facto visível é que a colecção é linda e dá vontade de ter no armário.

Faça a sua própria investigação nos locais do costume: Site, Facebook e Instagram.

Cada vez há mais e melhores motivos para que se sinta o orgulho nacional no talento cá gerado. A marca de roupa feminina PPDC é mais um óptimo caso para se juntar ao ilustríssimo grupo de talentosos lusos. A nossa juventude não está perdida - e longe disso. Está encontrada.

PPDC é a sigla do nome completo da pessoa que criou a marca, Patrícia Pereira da Costa. Descendente de portugueses e franceses, a sua educação internacional em Portugal levou-a a Londres, onde concluiu o curso universitário na Kingston University. Todo este percurso fez com que sempre estivesse virada para o Mundo. 

Patrícia criou a marca em 2012, mas só agora estreou a primeira colecção para a estação Outono/Inverno de 2014. A inspiração para a colecção não podia ser mais portuguesa - é o Alentejo com as suas cores e texturas. O trabalho desenvolvido pela marca ao longo dos tempos sempre retirou muita influência de contornos e silhuetas masculinas, adpotando-as de uma forma inteligente e criativa às peças femininas. Apostando numa paleta monocromática, fez sempre por a quebrar com apontamentos de cor em que predominam o azul e o terracota. PPDC é clean, contemporânea, única. Tem uma interpretação actual da Mulher dos nossos dias - com algo de visão futurista. 

Para levar a colecção ao mundo e às pessoas, Patrícia trabalha com uma agencia que expõe o seu trabalho num showroom em Londres e em Paris. A partir daí, são feitas as encomendas à marca - a primeira grande encomenda já está a ser preparada, para uma loja na China. Um grande primeiro passo. A estratégia é focar na exportação, embora tudo seja Made In Portugal - mas depois de ver as coisas a correr bem, há o plano de abrir uma loja online. Daí, o sonho é ter uma loja em Paris, e depois (quem sabe, espera-se) o Mundo. 

Fica aqui um nome a ter debaixo de olho para o futuro, mais um a por Portugal no mapa. 

E mais - deixando-nos de coisas demasiado rebuscadas - facto visível é que a colecção é linda e dá vontade de ter no armário.

Faça a sua própria investigação nos locais do costume: Site, Facebook e Instagram.

Por betrend