Apresentadora de sucesso e uma das mulheres mais admiradas em Portugal, pelo seu estilo e carisma, Carolina Patrocínio fez-nos companhia num início de tarde muito agradável.

Depois de umas merecidas férias pelo Algarve, na companhia da sua família, a apresentadora da SIC conversou com o betrend sobre… Tudo um pouco!

 

Seguimos com atenção o seu Instagram e parece que não pára! Trabalha, é um exemplo de boa forma e boas práticas e, ainda, é uma esposa e mãe muito presente. Alguma dica (ou dicas!) que gostasse de partilhar, para as nossas leitoras com uma rotina muito exigente?

O segredo está na antecipação e planeamento rígido da semana. Ser mãe de duas crianças (abaixo dos dois anos), só por si, já é um trabalho intenso que nos rouba tempo e paciência, daí a importância de ter rotinas bem estabelecidas para conseguirmos viver com alguma harmonia. Só tendo o plano familiar organizado é que se torna possível conciliar com os treinos diários, as gravações fora de horas e ainda ter tempo para programas a dois.   

 

É fã desta rede social? O que mais gosta de partilhar por lá? 

Tento variar ao máximo os conteúdos. Gosto de publicar o que ando a fazer a nível profissional, para manter os meus seguidores a par. Os posts de ginásio têm sido mais contidos, apesar de também gostar de partilhar rotinas de treino (no entanto, há que saber dosear para não o tornar num perfil exclusivo de fitness). Já as minhas filhas, são sempre "líderes de audiências" [risos], independentemente do que façam são sempre as publicações mais vistas! Gosto de partilhar situações familiares que sejam divertidas e diferentes, que não caiam no banal. A espontaniedade é também factor decisivo, porque as pessoas gostam de momentos genuínos. Existe uma linha ténue que separa aquilo que nos pode interessar (a titulo pessoal) e aquilo que suscita interesse e curiosidade pública. Já deixei de seguir algumas pessoas porque, a meu ver, não têm esse filtro… O que os torna muito maçadoras.    

 

Como lida com as centenas de comentários que recebe?

Tento ao máximo dar resposta às perguntas dos meus fãs e leio atentamente todos os comentários. Procuro agradar, na medida do possível, abordando os temas que mais vezes surgem como pedido. Em relação aos comentários depreciativos, acho que lido da única forma possível: concedendo-lhes apenas a importância que têm… O que, na maioria das vezes, é nenhuma. Ataques descabidos e ordinários, faltas de informação ou de educação, dizem sempre mais sobre quem os diz, do que a quem se dirigem. 

 

São muitos os momentos que partilha com as suas duas filhas (adoramos!) mas também com o seu marido, as suas irmãs, sobrinhos, pais. É muito ligada à família? Qual é a sua melhor recordação de infância? 

Sou a segunda de seis irmãs, o que faz com que passe grande parte do tempo em família. Ajuda também o facto de vivermos todos próximos (pais, avós e primos) e fazermos férias em conjunto. Felizmente, tenho muitas e boas memórias de ser criança… De ir à escola no meu bairro, as férias de Verão intermináveis, passadas no Algarve, as aulas de ballet, os Natais, as festas de anos, os meus cães Sharpeii…

Como gosta de passar o seu tempo livre? 

Com o meu marido, Gonçalo. 

 

Gosta de ter tempo apenas para si? Se sim, o que mais gosta de fazer? 

Quem não gosta?! Adoro treinar sozinha, arranjar-me sem pressa, fazer escolhas e arrumações à casa, navegar por sites e artigos que me interessem.

 

Gosta de ir às compras?

Confesso que já gostei mais. Hoje em dia tornei-me preguiçosa para passear num shopping sem nenhum missão especifica. Gosto de ser prática e rápida nas minhas compras sem perder tempo útil.  

 

Como define o seu estilo? 

Talvez feminino. É muito difícil definir o meu estilo com a profissão que tenho. O trabalho obriga-me a andar muitíssimo produzida: maquilhada, penteada, saltos altos e os acessórios também não podem faltar. Por isso, e apesar de ser vaidosa, nos meus dias de folga ou aos fins‑de‑semana, opto por uns calções de ganga rasgados, havaianas ou ténis, top de alças, blusão de cabedal (com cara lavada e cabelo solto). 

 

É fã de tendências?

Gosto de estar actualizada e sigo algumas It Girls, mas confesso que só adopto o que me convém. Esta estação fiquei fã dos bodies, das chokers e dos bomber jackets. 

 

Reparamos que usa muitas marcas portuguesas – quais as suas preferidas?

Adoro a Vintage Bazaar e também uso muito Salsa.

 

Fique atenta para a segunda parte desta entrevista, onde Carolina partilhará as suas dicas de boa forma!

Fotografia: Dário Branco.