Se existisse uma lista oficial com as maiores tendências para o verão, as cestas estariam, certamente, em primeiro lugar. Apareceram nos braços das francesas, saltaram directamente para o feed do Instagram das apaixonadas da Moda e agora estão em todo o lado. 

Este acessório faz parte do nosso imaginário rural que, agora transposto para o cenário citadino, ganha uma nova vida. Combinadas com blazers, camisas e calças cigarette para um look profissional ou com vestidos e sandálias para um look descontraído, as cestas são o acessório must-have da estação.

Mas não é só em Paris que este acessório é a estrela. O artesanato português também é conhecido pela cestaria, que recorre a diferentes técnicas e materiais, como o vime e a palha, para dar vida a esta tradição. Com o tempo, a arte de fazer cestas começou a desaparecer e cada vez menos pessoas a sabem executar.   

Para não perder a aura que rodeia a cestaria, algumas marcas portuguesas resgataram este tipo de artesanato, actualizando-o. A Companhia das Cestas e a Toino Abel são exemplos disso mesmo: pegaram na tradição, tornaram-a contemporânea e criaram um negócio original carregado de estilo.