Tempo de leitura: 6 min e 38 seg

Neste período de festividades, existe uma maior propensão do uso de maquilhagem. Uma das zonas que gostamos sempre de realçar são os olhos e, para isso, usamos rímel, lápis, sombras… No entanto, os olhos são uma região bastante sensível e estamos mais vulneráveis a padecer de doenças oculares se não existirem cuidados especiais.

Betrend convidou Micaela Viegas, Optometrista credenciada Optivisão, para nos aconselhar sobre as consequências, sintomas e cuidados a ter quando usamos produtos de maquilhagem.

 

Quais são as consequências do uso de produtos de maquilhagem para os nossos olhos?

Devemos ter em atenção alguns maus hábitos que podem desencadear vários problemas oculares tais como:

– Dormir com maquilhagem;

– Usar maquilhagem fora da validade;

– Emprestar maquilhagem;

– Falta de higiene com os utensílios usados na maquilhagem, como pincéis e esponjas;

– Manuseamento descuidado dos utensílios de maquilhagem, que podem causar lesões oculares.

 

Quais são os sintomas que se podem manifestar?

Com a utilização frequente de maquilhagem, especialmente as mulheres são mais vulneráveis a doenças oculares como:

– Blefarite, inflamação na região das pálpebras na base dos cílios, apresentando descamação e crostas. Os sintomas mais comuns são irritação, prurido, lacrimejo.

– Dermatite alérgica das pálpebras, reação alérgica provocada pelos produtos usados sem cuidado à volta dos olhos, ou por estarem fora da validade. Esta alergia provoca sintomas como comichão, irritação, desconforto ocular e sensibilidade à luz (fotofobia).

– Inflamação das glândulas palpebrais, causada pelos pigmentos de algumas maquilhagens e pela falta de cuidado e limpeza palpebral. Os sintomas desta inflamação são idênticos aos que descrevemos anteriormente.

– Foliculite, é uma doença que pode ser transmitida pelo uso de maquilhagem de outra pessoa como por exemplo a base, de origem bacteriana, apresenta-se na forma de erupções cutâneas parecida a acne na zona em volta dos olhos e rosto.

– Conjuntivite, muito comum com o uso de maquilhagem emprestada, afeta a mucosa dos olhos e tem sintomas como lacrimejo, comichão, vermelhidão, pálpebras inchadas e secreções.

– Herpes ocular, provoca uma lesão aberta na córnea, ou em qualquer outro ponto da superfície ocular, não se deve fazer uso de maquilhagem ao redor dos olhos, principalmente rímel. Pode ser adquirido por usar maquilhagem emprestada e os sintomas são semelhantes aos já descritos anteriormente.

– Olho seco, a falta de cuidado com o manuseamento da maquilhagem e a falta de higiene ocular pode levar a problemas de qualidade e estabilidade da lágrima, os sintomas mais comuns são picadas, sensação de areia e vermelhidão ocular.

 

Quais os cuidados a ter em consideração para evitar problemas de saúde ocular?

Devemos ter em conta alguns hábitos com os nossos olhos para prevenir doenças oculares, tais como:

– Nunca emprestar maquilhagem nem mesmo a pessoas conhecidas, pois é muito fácil adquirir doenças oculares através dos cosméticos se estiverem contaminados por outra pessoa, portanto devemos ver a maquilhagem como um bem intransmissível;

– Lavar e guardar os utensílios usados como por exemplo os pincéis num lugar seco;

– Retirar sempre a maquilhagem antes de dormir de preferência com produtos hipoalergénicos e lavar o rosto com água abundante;

– Trocar as escovas de rímel a cada 3 meses e ter cuidado com o seu manuseamento para evitar lesões na córnea;

– Não usar produtos fora da validade.

 

Visite a sua loja Optivisão para aconselhamento com um optometrista especializado e desfrute deste período festivo, protegendo a sua visão.

Micaela Viegas, Optometrista credenciada Optivisão

Artigo publicado a 30.12.2019