Hoje, Dia Mundial da Visão, torna-se importante relembrar a necessidade de rastrear a saúde dos olhos das crianças para despistar eventuais patologias como a miopia – um erro refrativo que afeta as crianças em idade escolar, com consequências como dores de cabeça, cansaço e que pode ainda prejudicar o seu rendimento escolar.  Com a foco na proteção da saúde dos olhos, a Optivisão reforça a importância da  realização de exames oculares com um optometrista credenciado.

Conheça o vídeo da campanha que assinala o dia Mundial da Visão aqui.

De forma a consciencializar para a importância de rastrear as patologias oculares das crianças e sensibilizar os pais para levarem os seus filhos a realizar um exame visual optométrico, o BETREND foi ouvir Nuno Anastácio, Optometrista credenciado Optivisão.

O que é a miopia infantil?

Miopia é um erro refrativo do globo ocular na qual as imagens dos objetos, que estão distantes, são focadas á frente da retina e não na retina. O conceito de miopia infantil é atribuído quando este problema afeta crianças.

Quais os sinais e sintomas desta doença?

Um dos principais sintomas deste problema consiste na dificuldade em ver ao longe, pois as imagens aparecem desfocadas, mas uma boa visão ao perto, além de algumas dores de cabeça.

É provável que muitos destes pacientes, dada a faixa etária, não se queixem nem se manifestem, o que leva a que seja importantíssimo que pais e professores conheçam e fiquem atentos a determinados sinais e comportamentos apresentados pelas crianças, tais como:

– Aproximar da televisão

– Pestanejar excessivo

– Esfregar muitas vezes os olhos

– Semicerrar os olhos

– Incapacidade de identificar objetos e pessoas ao longe

– Falta de atenção na sala de aulas

Em caso de persistência destes sinais aconselhamos que leve a criança a fazer uma consulta.

Quais são as causas deste erro refrativo?

Uma das causas principais e mais comum de miopia infantil é o fator genético. Se o pai ou a mãe forem míopes é provável que alguns filhos também o sejam. No caso de ambos os pais serem míopes é muito provável que os filhos também o sejam.

 Apesar do fator genético ser muito importante como causa de miopia infantil, atualmente existem outros fatores que também contribuem para o aparecimento e desenvolvimento deste problema, os fatores comportamentais/ambientais, que estão relacionados com o uso excessivo e prolongado da visão ao perto (tablet, computador, telemóvel, livros) associado a uma diminuição de atividades ao ar livre.

Como é que a miopia infantil pode ser corrigida?

Em primeiro lugar, devemos ter em conta que quando nos referimos a correção esta não significa cura. A miopia infantil não tem cura, porém, quando diagnosticada, pode ser tratada de modo a corrigir o erro refrativo por forma a restabelecer perfeitamente a visão destes jovens pacientes.

Para a correção do erro refrativo, em crianças, existem duas soluções:

– Óculos

– Lentes de contacto

No caso da miopia infantil também incluí as lentes de contacto como uma possível solução, pois é necessário acabar com o mito de que as crianças não podem usar lentes de contacto. Nada mais errado!

Além de serem uma solução alternativa para, por exemplo, prática de desporto, (muitas crianças que praticam alguma atividade desportiva, ou outra, não usam os óculos para que não os danifiquem, ficando, naturalmente, limitadas nas ações por falta de visão), também existem lentes de contacto desenvolvidas para controlo da progressão da miopia, aconselhadas em crianças dos 8 aos 16 anos com utilização diária de 10h , seis dias por semana para que os resultados sejam efetivos.

É importante referir que o uso de lentes de contacto não substitui o uso de óculos, nem o uso de óculos substitui o uso de lentes de contacto. Devemos encarar estas duas soluções como soluções que se complementam.

De que forma é que os pais podem proteger a saúde dos seus filhos?

Não existe um segredo muito bem guardado nem poções mágicas para que os pais consigam proteger totalmente a saúde visual dos filhos.

 Existem sim, cuidados que os pais podem e devem ter para conseguir fazer com que este problema seja prevenido:

– Realizar a primeira consulta até aos 3 anos, principalmente se os pais forem míopes,

– Conhecer os sinais de alerta,

– Usar óculos de sol

– Ter uma alimentação saudável

– Realizar tarefas ao ar livre (desporto, passeios, etc.)

– Fazer pausas frequentes quando se realizam tarefas de perto (pc, telemóvel, leitura)

– Não desvalorizar algumas queixas que os filhos possam ter, pensando que estes estão a inventar.

Nuno Anastácio, Optometrista credenciado Optivisão

Cuide dos olhos dos seus filhos, leve-os a visitar uma ótica Optivisão e a realizar um exame com um optometrista credenciado.

Artigo publicado a 10.10.2019