Aprecia tendências?

Já apreciei mais… Quando era mais nova vivia muito tudo isso, gostava muito desse mundo e de ler revistas. Mas mudei, quando comecei a estudar para ser actriz: quando estudávamos tínhamos que estar todas de maillot preto (se mais nada). Tínhamos que estar tão expostas física e emocionalmente para percebermos que as camadas de roupa e todos os elementos externos tinham que ficar “de lado” para darmos vida a personalidades, que essa parte ficou um pouco esquecida.

Mas agora estou a voltar a gostar, a ter mais interesse. Conheço as tendências, mas estas são tão cíclicas – ainda hoje estava a ler “os anos 90 estão de volta”, e penso que já foi tudo feito. Parece que não há nada de novo, tudo se reinventa. Então, para mim, o que é importante é o que me fica bem. É muito importante ter essa noção.

O que mais gosto é do estilo do dia-a-dia. Li uma citação do Alexander Wang, que dizia: “todas as pessoas se podem arranjar e vestir-se de forma glamourosa, mas é a maneira como as pessoas se vestem no dia-a-dia que é mais interessante”. E é isso que aprecio, acho que é essa a nossa marca, a nossa assinatura e é onde gosto de inovar: um dia posso estar com um estilo muito preppy, no outro dia mais étnico, no outro rock. Não encontrei um estilo específico para mim, e ainda bem.

Se tivesse que dizer um ícone de estilo, não hesito em dizer a Sienna Miller!

 

Como é o melhor plano de shopping: sozinha, entre amigas ou em família?

Não tenho grande paciência para ir às compras… É o meu marido que escolhe tudo e eu não tenho que fazer nada. Não gosto de experimentar roupa. O ideal seria alguém chegar ao pé de mim e dizer: “está aqui tudo para ti!”.

Cá em Portugal sinto que ainda não existe muita variedade… Sou o tipo de pessoa que pensa num tipo de peça e vai à procura dessa peça. E raramente encontro, o que é muito frustrante!

Hoje em dia faço mais compras para a minha filha.

 

Gosta de se maquilhar?

É como a roupa: antes não saía de casa sem maquilhagem. Mas, como actriz, ao ser maquilhada por profissionais todos os dias, passei a não gostar da minha maquilhagem.

Gostava de fazer um curso de maquilhagem, para conseguir aprender técnicas e poder fazer coisas diferentes. Gosto imenso de aprender sobre isso mas, neste momento, só consigo fazer o básico.

Sinto que me devia maquilhar mais no dia-a-dia. A minha avó sempre me incutiu aquele hábito de sair de casa bem arranjada, sempre com boa cara.

 

Ser actriz também está muito relacionado com a imagem e a forma física. Que cuidados tem nesse sentido?

Não sou escrava disso. Não estou à procura da perfeição do corpo, apesar do meu corpo ser o meu instrumento principal de trabalho.

Sempre fiz muito desporto e isso é importante pois temos o corpo preparado para o que uma personagem nos pode exigir. Também sei que é muito importante ter o corpo saudável e disponível.

Também não apanho sol, que envelhece muito a imagem! O único cuidado que não tenho é nas horas de dormir. Durmo muito pouco!

 

Fotografia: Dário Branco