Foi numa tarde ensolarada que nos encontrámos com a apresentadora Olivia Ortiz, no Cascais Shopping. Com a renovada loja FURLA como cenário, conversámos com Olivia sobre moda e beleza, mas não só!

Tudo terminou em plena vila, onde pudemos apreciar um belíssimo pôr-do-sol.

 

Conta-nos tudo sobre o teu canal de Youtube!

Sou uma comunicadora e o meu objectivo nunca foi exactamente tornar-me “uma youtuber”, sei distinguir as coisas: sou uma apresentadora de televisão que também faz vídeos para o Youtube, que assentam nesta minha base de comunicação. Tanto que comecei por fazer entrevistas à comunidade.

Este projecto partiu da minha vontade de criar mais oportunidades para mim, enquanto profissional. A televisão impõe-nos alguns limites, seja na linguagem, postura ou conteúdos, e ali no Youtube é tudo pensado e criado por mim, não há limites a não ser os que eu defina.

Desde o conteúdo à edição, sou eu que defino.

Também quis dar a conhecer um pouco mais de mim no meu dia-a-dia, criar mais proximidade, criar uma ligação maior que a que as redes sociais já me permitiam: se uma imagem diz mais que mil palavras, um vídeo diz ainda mais!

 

Em termos de conteúdos, o que prevês para este ano?

Quero continuar com as entrevistas – neste momento, estão circunscritas a pessoas da comunidade do Youtube, pois achei que era o canal ideal para dar a conhecer esta camada jovem tão interessante.

Por outro lado, mais conteúdos “meus” – vlogs, partilhar mais do meu dia-a-dia, dos bastidores da minha profissão. Também já comecei a fazer os vídeos tradicionais do Youtube: os unboxings, os favoritos do mês e tenho várias ideias para desenvolver esse tipo de vídeos.

Em relação a novos projectos, dentro do canal, tenho planeado uma grande novidade que, espero, seja lançado ainda este ano. É um formato familiar de quem vê televisão, mas será actualizado e modernizado, e será no canal. É algo que planeio há muito tempo, que quero muito que aconteça – é algo que sempre quis fazer.

 

E a gestão de conteúdos e timings, como fazes?

Por parte do público é muito importante que haja regularidade, uma fidelização da parte de quem produz os conteúdos. Neste momento, quero fazer 2 vídeos por semana, todas as semanas, porque de momento não tenho tempo para fazer mais. Depois disso, será uma questão de ver como será a evolução de tudo, especialmente o tempo que demoro a editar – espero ser cada vez mais rápida, com o tempo.

 

E restantes projectos?

Neste momento estou nas Ricas Quintas, que é um passatempo de Quinta-feira na TVI, tanto no Você na TV como no A Tarde é Sua. Também estou a co-apresentar com o Joaquim Sousa Martins o programa Futebol Mais, ao fim-de-semana à noite. Ocasionalmente, estou nos repórteres do Somos Portugal, que é rotativo, e algumas reportagens e entrevistas para o Câmara Exclusiva. Terminei, no dia 30 de Dezembro, uma peça de teatro, que também me limitou um pouco no canal.

Estou numa fase muito feliz, em que sinto que me estão a dar mais oportunidades, que me estão a testar – e espero que, em 2017, apostem mais em mim, sem dúvida! Especialmente se me testar enquanto profissional.

 

Vai ser um ano focado em objectivos profissionais?

Sim, sempre fui muito focada nos meus objectivos. Quando sabes onde queres ir e onde queres chegar, não há tempo para cruzar os braços. Mas há tempo para tudo, apenas não perco os meus objectivos de vista.

Algo mais para 2017?

Sim, viajar! Queria fazer uma viagem em grande, de preferência sem rede no telemóvel e com uma cultura nova por explorar, que é algo que adoro.

 

Já que estamos em plena época de promoções, conte-nos: a que é que a Olivia não resiste nesta altura?

Acho que os saldos são uma boa época boa para aproveitarmos para investir nas peças essenciais do teu guarda-roupa. Como um bom casaco, que é sempre uma peça um pouco mais cara mas que vale a pena – bem estimado, dura uma vida inteira!

Mas também qualquer capricho, algo que gostes mesmo, independentemente de ser uma tendência passageira ou não: uma choker ou aqueles pom-pons, como vimos agora na Furla. Gosto muito!

 

No geral, quais os essenciais do teu guarda-roupa?

Um bom casaco de ganga, com pinta. Também sou muito apologista de peças básicas. Acho que um look bonito ou mesmo os mais arrojados, acontecem quando tens a combinação perfeita de peças icónicas ou diferentes e um básico. Por exemplo, uns jeans e um casaco de ganga arrematados por uns sapatos trabalhados ou ricos em detalhes – agora estou muito fã de metalizados.

Também tenho sempre uma saia que se destaque, para combinar com uma blusa básica e um casaco de ganga. Agora, por exemplo, diria uma plissada num tom metalizado.

O vestido preto – adoro, mas acho que tem que ter qualquer detalhe que o faça diferenciar.  Acho que esta peça é essencial, pois adapta-se na perfeição a qualquer ocasião , é perfeito para usarmos quando não sabemos exactamente o tipo de “dress code” de determinados eventos ou ocasiões, pois nunca fica mal. Nunca estamos nem under nem overdressed.

Também os ténis brancos e o sapato de salto alto preto (stiletto).

 

Em termos de tendências actuais, quais as tuas preferidas?

Os metalizados e as chokers, como já falei, mas também as over the knee boots, as Mom Jeans (com breguilha de botões), gosto de skinny jeans com cintura subida com a bainha um pouco acima do tornozelo.

 

E em beleza, gostas de maquilhagem?

Adoro! Considero muito importante estar sempre arranjada. Em casa, sou a pessoa mais descontraída e apologista da descontracção e conforto. Mas, fora de casa, há várias coisas que nunca dispenso: corrigir as olheiras, um bronzer, iluminador e máscara de pestanas (fundamental).

 

Acompanhe o canal Olivia Ortiz, aqui.

Fotografia: Dário Branco.