1. PROTEÍNAS: deve ter proteínas em todas as suas refeições.

2. ALIMENTOS DIURÉTICOS: erva doce, salsa, coentros, beringela, alho, limão, noz-moscada, cebola, salsa, hortelã, ananás, melancia e maracujá.

3. VITAMINA D: reduz o inchaço e o apetite! Aposte em alimentos como peixes, ovos e leite, ricas fontes de vitamina D.

4. HIDRATOS PARA EVITAR: pão branco, batatas, massas, cereais à base de milho, granôla com açúcar, sobremesas e bebidas alcoólicas – tudo isto aumenta o depósito de gordura na barriga.

5. HIDRATOS PARA INVESTIR: alimentos integrais, frutas com casca, legumes crus e verduras; inhame, aipim, batata doce. Perfeitos para combinar sempre com a proteína.

6. CUIDADO COM A TAPIOCA: a tapioca tem um elevado índice glicémico (115 contra os 100 do pão branco). Por isso, se for optar pela tapioca, recheie com&nbnbsp;alimentos com proteínas, gorduras e fibras.

7. ESQUEÇA O INDUSTRIALIZADO: bolachas, refrigerantes, e massas já preparadas – sobrecarregam o fígado e a vesícula, e fazem com que armazene mais gordura na barriga.

8. ATENÇÃO AOS HIDRATOS À NOITE: pode consumir hidratos de carbono à noite, mas em pequena quantidade e obrigatoriamente ricos em fibras. Nada refinado.

9. CUIDADO COM LEITES E DERIVADOS: evite todos os lacticínios, que são alimentos difíceis para o nosso sistema digestivo e costumam formar muito muco no organismo (o que leva a sentirmos inchaço). Substitua-os por leite de cereais (quinoa, arroz); leite de sementes (gergelim, girassol); leite de oleaginosas (amêndoas, castanha-do-pará); ou extracto de soja.

10. CHÁ VERDE, PRETO, MATE E CAFÉ: aceleram o metabolismo, aumentam a temperatura corporal, e ainda aumentam a mobilização de gorduras armazenadas.

11. FRUTOS VERMELHOS: framboesas, amoras, morangos, cerejas, mirtilos, melancia e uva roxa são poderosas aliadas no combate à gordura localizada.

12. FIBRAS: alimentos como as sementes de linhaça, aveia e chia, contêm bactérias que produzem um tipo de gordura, o CLA (ácido linoléico conjugado), que é capaz de reduzir a percentagem de gordura, além de equilibrar a flora intestinal.

13. PEIXE: peixes e frutos do mar, por serem ricos em ómega-3, ajudam a desinflamar as células de gordura.

14. GORDURAS BOAS: o óleo de coco e o óleo de sésamo são grandes aliados de quem quer secar a barriga, enquanto o azeite evita a formação de gorduras na região da cintura além de acelerarem o metabolismo.

15. ABACATE: apesar da alta concentração de calorias, ajuda a reduzir o pico de insulina (responsável pelo armazenamento das calorias extra, sob a forma de gordura localizada).

16. EVITE ADOÇANTES: fuja de todos os tipos de açúcar falsos – sacarina, aspartame, ciclamato, acessulfame, pois o organismo não distingue o açúcar do adoçante e isso pode estimular a produção desnecessária de insulina.

17. NÃO BEBA ÀS REFEIÇÕES: ingira líquidos apenas 30 minutos antes e após as refeições.

18. SEM JEJUM:  não fique muitas horas sem comer, pois o corpo tenta reequilibrar esta falta de energia aRmazenando a gordura com mais facilidade, além de ficarmos com mais vontade de comer mais hidratos de carbono.

19. ALGA MARINHA: as algas têm poderes restauradores, são desintoxicantes, fornecem proteínas e vitaminas, além de terem poder no emagrecimento. Para consumir, basta colocar algas na água em que coze os alimentos (arroz integral, quinoa, sopas, vegetais).

20. ADEUS, DOCES: é triste, mas já sabemos – qualquer docinho se traduz em gordura abdominal.

 

Artigo adaptado de Vogue Brasil.