A série La Casa de Papel, que deixou todos os portugueses colados ao pequeno ecrã, está de volta. Depois de terem realizado o maior assalto realizado à Casa da Moeda espanhola, o grupo de assaltantes promete uma nova aventura, que agora conta com a inspetora Raquel Murillo. A inspetora junta-se ao grupo adotando o nome Lisboa.

De forma a celebrar a estreia da terceira temporada, o BeTrend preparou um top 3 de locais a visitar nas cidades escolhidas para nome de código dos agora 9 assaltantes.

Tóquio, Japão

– Museo Yayoi Kusama: para além do edifício ser super instagramável, pode ainda conhecer cinco andares com as obras da artista Yayoi Kusama.

– Ginza Six: o local ideal para dedicar uma tarde compras. Com uma arquitetura incrível, o complexo comercial conta com 241 lojas de designers locais e marcas internacionais.

– Nakameguro: é neste bairro que consegue encontrar as flores de cerejeira, assim como cafés e boutiques para conseguir sair do frenesim da cidade.

Moscovo, Rússia

– Praça Vermelha: um dos pontos principais da cidade, tendo sido o palco de muitos acontecimentos históricos. Conta ainda com a Catedral de São Basílio, o Museu Nacional e o shopping GUM.

– Bunker 42: para os fãs de história este é um local a visitar. Foi o esconderijo de Stalin durante a Guerra Fria e é capaz de proteger-nos das bombas atómicas.

– Ponte Bolshoy Moskvoretsky: aproveite para fazer um passeio noturno nesta ponte e tire as melhores fotografias panorâmicas da cidade.

Berlim, Alemanha

– Muro de Berlim: o muro que dividiu a cidade de Berlim entre 1961 e 1989, como resultado da Guerra Fria é um dos locais obrigatórios da sua visita.

– Portas de Brandenburgo: um monumento marcado pelo poder e conquista, com paradas e desfiles, desde Napoleão até ao tempo dos nazis em 1933.

– Ilha dos Museus: nesta ilha de enorme importância monumental e cultural consegue visitar cinco museus da cidade – Altes, Neues, Alte Nationalgalerie, Bode e Pergamon.

Nairobi, Quénia

– Masai Market: para os fãs de mercados típicos este é local ideal para visitar aos sábados no centro da cidade e pode negociar os valores com os vendedores.

– Nairobi National Park: perto do centro urbano consegue encontrar o National Park que abriga leões, girafas, gnus, veados, zebras… e outras espécies que não vai querer perder.

– Nairobi Railway Museum: este museu conta com a exibição das ferrovias do Leste de África assim como das locomotoras usadas no passado.

Rio, Brasil

– Cristo Redentor: um dos clássicos da cidade e o símbolo do país. Perto da estátua consegue ter uma vista incrível pela cidade.

– Jardim Botânicio: é uma das zonas mais verdes do Rio, contando com diversos exemplares de plantas oriundas de vários locais do mundo.

– Maracanã: para os fãs de futebol este é um local obrigatório a visitar. Considerado o templo do futebol brasileiro e, em tempos, o maior estádio do mundo.

Denver, Colorado

– 16th Street: a rua ideal para fazer um passeio e comprar alguns souvenirs da cidade.

– Denver Art Museum: este é um dos museus de arte mais incríveis do país, contando com exposições permanentes e temporárias de renome. Em Outubro deste ano, poderá visitar a exposição com obras do artista Monet.

– River North District: o local perfeito para fotografar street art e observar algumas obras interessantes com os mais variados temas e cores.

Helsínquia, Finlândia

– Praça do Senado e Catedral: um dos locais mais visitados, esta praça conta com vários monumentos imponentes, como o edifício da Universidade de Helsínquia, o Palácio do Conselho de Estado e a Catedral de Helsínquia.

– Market Square: neste mercado consegue encontrar vários produtos e comidas tradicionais finlandeses. Pode ainda aproveitar para tomar o pequeno-almoço na zona antes das suas compras!

– Design District: considerada em 2012 a Capital Mundial do Design, a Design District está repleta de lojas de design, antiguidades, museus e galerias de arte. Guarde umas horas para visitar o Museu de Design que se encontra na mesma rua.

Oslo, Noruega

– Galeria Nacional: se tem curiosidade em conhecer o famoso quadro “O Grito” de Edvard Munch tem mesmo que visitar a Galeria Nacional. Esta faz parte do Museu Nacional que também abriga o Museu de Arte Contemporânea.

– Palácio Real: sendo um país monárquico com sistema parlamentar de governo, o rei ainda vive no Palácio Real com a sua família. No entanto, pode marcar uma visita durante o verão com direito a tours guiados.

– Mercado Central Mathallen: delicie-se com as comidas típicas norueguesas neste mercado que é considerado o centro gastronómico da cidade.

Lisboa, Portugal

– Bairros históricos: se procura autenticidade quando visita alguma cidade, os bairros históricos são o local certo para o fazer. Desde Alfama, Bairro Alto, Graça e Bica não pode deixar de visitar estes locais.

– Praça do Comércio: é um dos locais mais importantes da cidade pela sua história, sendo o local onde se deu o fim da monarquia após o regicídio de D. Carlos e do seu filho.

– Mosteiro dos Jerónimos: para além de estar no belíssimo bairro de Belém é ainda um monumento gigantesco do estilo manuelino. Aproveite ainda para provar os deliciosos pastéis de nata!

Artigo publicado a 19.07.2019