Se a “moda” dos ténis lhe passa ao lado ou, simplesmente, não consegue abdicar dos saltos altos, leia as nossas dicas para fazer deste tipo de calçado algo mais confortável (ou, menos doloroso):

1. Aplicar sprays ou cremes antifricção nas zonas que costumam doer – vai criar um efeito “meia”, que apazigua a dor.

2. Quando sente que o sapato lhe aperta o pé em alguma zona específica ou, simplesmente, o mesmo ainda não se adaptou ao seu pé, pode colocá-los no congelador. Ao fazê-lo, deve colocar um saco com água ou papel de jornal dentro do sapato – desta forma, quando estes congelarem, o sapato ficará mais maleável. Além disso, o frio ajuda à circulação.

3. As famosas palmilhas (de silicone ou não, como preferir), continuam a ser um aliado de força na guerra às dores nos pés.

4. Ioga para pés? Parece que já existe… Alguns exercícios melhoram a “resistência” do pé a algumas ‘agressões’ como, claro, o uso de saltos muito altos.

5. Pelo sim, pelo não, ganhe o hábito de andar sempre com uns sapatos suplentes (pode sempre deixar no carro ou comprar uma daquelas sapatilhas que ficam compactas, para ter na mala).

6. Antes de comprar, deve ter a certeza que consegue andar (mais que uns escassos metros) de forma correcta com os mesmos calçados. Se vê que não consegue ou que o andar não é o seu, deixe-os ficar na prateleira.